Pular para o conteúdo principal

Voto da Representação dos Doutores na Eleição Reitoral


Caros colegas, boa noite!

Depois de passar quase o final de semana inteiro recebendo mensagens perguntando-me como será meu voto enquanto representante dos professores doutores no CO na eleição reitoral de amanhã, faço esta postagem para explicar como decidi meu voto. Lembro a todos que desde segunda-feira última, dia da realização da consulta à comunidade USP sobre a eleição reitoral, está registrado aqui em nosso blog que meu voto seguiria o resultado da consulta, em especial o resultado referente aos docentes.

Antes de mais nada, lamento que a estratificação na contagem dos votos da consulta não desagregue os docentes entre as três categorias: Professor Titular, Professor Associado e Professor Doutor. Na semana passada consultei um dos membros da Comissão Eleitoral, Prof. Oswaldo Baffa, sobre tal possibilidade de estratificação e o mesmo respondeu que o sistema eletrônico do votação não previa tal desagregação, o que tornava impossível fazê-la a posteriori, pois quando o voto de cada eleitor é registrado ele é automaticamente demarcado nas três categorias de eleitores: Docentes, Funcionários Técnicos Administrativos e Discentes.

Com isso, vejo-me obrigado a seguir o resultado da consulta relativo à categoria docente no geral; com isso, na eleição de segunda-feira, dia 30 de outubro, votarei nas três chapas que ficaram em primeiro, segundo e terceiro lugares entre a categoria docente:

a) Reitor: Vahan Agopyan; Vice-Reitor: Antonio Carlos Hernandes
b) Reitora: Maria Arminda do Nascimento Arruda; Vice-Reitor: Paulo Borba Casella
c) Reitor: Ildo Luís Sauer; Vice-Reitor: Tércio Ambrizzi

Lembro a todos que todo eleitor tem direito a votar em até três chapas, e não vejo sentido em votar de outra maneira, uma vez o resultado da consulta ter indicado este resultado entre os docentes da USP.

Por fim, fiz um pequeno exercício de análise dos votos, ponderando a votação da consulta pelos princípios de uma eleição paritária (na qual as três categorias ganham o mesmo peso numérico), antiga bandeira de luta do movimento estudantil e também há décadas do movimento sindical docente no Brasil. Com isso, abaixo exponho este exercício, realizando a ponderação das três categorias para que tenham o mesmo peso numérico. Vejam o resultado na tabela abaixo relacionada:
Termino expondo para além de meu voto como representante dos Professores Doutores no CO a minha opinião pessoal enquanto docente da USP. 

Torço muito para que as chapas Arminda/Casella e Ildo/Ambrizzi derrotem a chapa Vahan/Hernandes na eleição de amanhã. Afinal convivi 4 anos com a gestão Zago/Vahan no CO, apesar de até ter votado em algumas poucas circunstâncias em propostas da reitoria, sempre me incomodou demais a postura agressiva e por vez autoritária desta gestão. Em especial, nunca esquecerei a sessão do CO de 7 de março, a qual foi antecedida por uma batalha campal nos arredores do prédio da reitoria entre PM e manifestantes contrários aos Parâmetros de Sustentabilidade Econômico-Financeira que seriam aprovados naquela triste tarde, quando a USP assistiu cenas nunca vistas na história do campus, já que nem na ditadura militar a PM reprimiu manifestações ocorridas dentro da Cidade Universitária do Butantã

Continuo a disposição de todos.
Abraços;
Zé Renato

Comentários

  1. Uma lamentável decisão. Dar um voto a Vahan vai contra a proposta que você apresentou quando foi eleito. Na prática, você anula seu voto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Adrián, pela interlocução, um dia com certeza iríamos discordar.....
      Não sou eu que anulo meu voto na prática, é o esdrúxulo sistema de consulta e eleição que existe na USP......minha posição, deve-se a manter o compromisso firmado antes mesmo da consulta....Estou sempre à disposição...Abs

      Excluir
  2. Caro Zé Renato, reconheço seu admirável empenho e lamento a decisão. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Lamentável, Zé Renato! Por que não consultou os doutores por email! Há este canal direto, mais decisivo para um representante de doutores do que a consulta geral e que não discrimina os votos segundo categorias. E são categorias que votam diferencialmemte em todos os órgãos colegiados! Somos gratos pelo seu trabalho, mas o procedimento, desta vez, não me parece democrático.
    José Moura Gonçalves Filho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bom dia, José Moura. Não fiz consulta por e-mail por uma simples razão: não tenho acesso ao mailing dos doutores da USP, tenho um mailing construído ao longo dos anos e herdado da antiga representação, que não atinge 500 endereços (entre os quais contam com certeza Titulares, Associados, Funcionários, Alunos e até gente de fora da comunidade USP como jornalistas). A Secretaria Geral nunca forneceu aos representantes de categorias um instrumento para nos comunicarmos com as categorias que representamos. Portanto, não tenho instrumento confiável para mensurar a vontade dos doutores, enquetes eletrônicas, tipo google forms, tão são muito complicadas pois o que me garantirá que um eleitor votará somente uma vez, e que realmente aquele eleitor é professor doutor, para um mínimo de segurança e precisão necessitava do mailing dos doutores.....pronto, voltamos a questão inicial, não tenho instrumento disponível, somos 2.954 professores doutores, segundo dado de 2015, pois nem isso tenho acesso ao dado atualizado, o número exato de doutores hoje na USP, o dado acima refere-se a eleição da representação no CO do final de 2015....
      Obrigado pela interlocução. Lamento não poder agradar a todos.
      Zé Renato

      Excluir
  4. Zé Renato,
    obrigado pelo feedback.

    particularmente, entendo que a sua representação é amparada pela oposição consciente à Reitoria, e todos os Profs. Doutores que lhe indicaram para essa posição no CO tinham isso em mente de modo claro (sobretudo por se tratar de uma recondução).
    sendo assim, gostaria que vc reavaliasse o compromisso anunciado antes da consulta eleitoral, reconhecendo que foi algo precipitado e que resultou em uma enorme contradição... por favor, exclua a chapa Vahan/Hernandes do seu voto, mantendo a coerência com as ideias e com os ideais que sempre pautaram a sua atuação neste mandato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela interlocução, meu caro!
      Sem dúvida, no mínimo foi-me bastante incômodo votar espelhado no resultado da consulta.
      Vou propor ao CO nas próximas duas reuniões que participarei que na próxima eleição a consulta seja estratificada tb pelas categorias docentes, além das três grandes categorias (docentes, servidores e discentes).
      Espero que o próximo representante, meu mandato se encerra em dezembro próximo, tenha melhor compreensão da realidade do que eu. Lamento não poder ter atendido os anseios de todos, numa próxima oportunidade levarei em conta todas as ponderações recebidas nesta experiência que se encerra.
      Grande abraço, Zé Renato

      Excluir
  5. Caro José Renato,
    Concordaria que uma leitura da consulta seria a exclusão do menos votado, se a consulta tivesse as mesmas normas que a votação. De tudo que li, a tradução de uma consulta de voto único para a votação tríplice não é valida. É um aspecto técnico , e se me engano sobre isso gostaria de entender. Somado à falta de informação sobre a vontade dos doutores, me parece que seu voto corre risco grande de trair a vontade de quem escolheu sua chapa como oposição a esta gestão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo, sinceramente agradeço muito suas palavras zelosas e atenciosas com o sentido de minha representação.
      Proporei ao CO a mudança na estratificação dos votos para a próxima consulta, para que assim o próximo representante dos doutores, meu mandato se encerra no final deste ano, não cai na mesma armadilha que cai....Lamento ter decepcionado colegas como vc, são agruras da representação.
      Grande abraço e obrigado;

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pauta da Reunião do CO de 11/12/18

I - EXPEDIENTE 1 - Discussão e votação da Ata da 992ª Sessão do Conselho Universitário, realizada em 13.11.2018. 2 - Apresentação dos novos membros do Conselho. 3 - Comunicações do M. Reitor. 4 - Eleição de um membro do Co para compor o Conselho Curador da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo - FUSP, na vaga decorrente do término do mandato da Prof.ª Dr.ª Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, nos termos do inciso III do artigo 13 do Estatuto da FUSP. 5 - Palavra aos Senhores Conselheiros.

II - ORDEM DO DIA

Comunicação 13/03/19

Prezad@s colegas professor@s doutor@s,

Em primeiro lugar, lamentamos pela demora no envio do relato da última reunião do CO, que se realizou em dezembro, portanto, já sob o clima de obscurantismo e perseguição às instituições de ensino e professor@s de todo país, inclusive nas Universidades, que se intensificou após a eleição presidencial.
De modo sumário, poderíamos dizer que 2018 foi marcado pelo crescimento de ataques a toda e qualquer política ou iniciativa que visasse diminuir os escandalosos índices de desigualdades existentes em nosso país ou a defesa e proteção de grupos em situação de vulnerabilidade social, econômica ou política. Esse movimento se materializou em práticas e discursos de incitação à violência contra os defensores dos direitos humanos, direitos das mulheres, direitos da população LGBTQ, em uma clara tendência à criminalização dos mais pobres e dos movimentos sociais, sindicais, estudantis e populares.
Neste contexto, de abatimento generalizado dos setores que …

Relato da Reunião do Conselho Universitário de 26/06/2018

Depois da aprovação da ata da reunião anterior e da apresentação dos novos membros do conselho, o reitor usou da palavra para comunicar o acordo firmado com os funcionários técnico-administrativos referente ao reajuste no Vale Refeição como condição para a suspensão da greve. O valor recebido que era de R$690,00 mensais passou para R$830,00 beneficiando também os docentes da universidade.
Foram homologados dois membros da CAD, ambas reconduções de cargo e foi votado um novo membro para o conselho da EDUSP. Para este segundo cargo foi eleito o professor Clodoaldo Grotta Ragazzo do IME.
O tema central da reunião do conselho foi a apresentação pela COP de uma revisão do orçamento. A COP demonstrou grave preocupação de ter superestimado o crescimento econômico para este ano. O motivo da reavaliação é que a previsão de arrecadação para este ano teria sido superestimada. Segundo o professor Dante (a apresentação dele pode ser consultada aqui), relator da COP, havia sinais de reaqueciment…